Descubra como Larissa perdeu 30 Kg com determinação e força de vontade. Veja como esse emagrecimento mudou sua vida?

Nós adoramos compartilhar com vocês as histórias de sucesso e superação de nossas clientes queridas e hoje vamos contar um pouquinho dessa fofa chamada Larissa. Para nós, Laris.
Sabemos o quando é difícil tomar a decisão de emagrecer e permanecer nesse objetivo. Por isso pedimos para Laris nos contar em que momento ela resolveu apertar esse PLAY.

” Eu decidi emagrecer no momento em que consegui perceber o quanto estava gorda, pois acredite que, antes, eu não conseguia ver o quanto eu estava acima do peso, pois além de evitar o máximo me pesar, também evitava tirar fotos, já que além de não gostar, não me sentia bem com a minha imagem e tinha problema de baixa auto-estima.  Além disso, minhas roupas começaram a não caber mais, então tive que ir refazendo o meu guarda roupa com roupas cada vez maiores e como eu não me via tão gorda assim, sempre era um susto ver que eu estava usando tamanhos cada vez maiores. Então as roupas foram um grande parâmetro, pois eu me assustei com o tamanho que eu tava usando. Além disso, eu comecei a ter problemas em encontrar roupas que ficassem bem em mim, ou que fossem adequadas para a minha idade em tamanho grande.”

Mas o momento em que ela realmente se viu foi quando:  “Até que um dia vi uma foto minha e me assustei, aí resolvi me pesar e tomei um susto, pois nunca imaginei que iria está pesando quase 100kgs. Foi assim que criei coragem e parei de criar desculpas e comecei minha reeducação alimentar e me matriculei em uma academia.”

Nossa! Que bom que esse momento chegou mas nós sabemos muito bem que não é tão fácil assim…. Como você conseguiu emagrecer de verdade, de uma vez por todas?

” Primeiro, que geralmente quando eu me proponho de verdade a fazer algo eu costumo ser bem focada nos meus objetivos.

Segundo, resolvi me matricular em uma academia, mesmo sendo bem longe de casa, em que uma amiga frequentava, pois achei que seria mais fácil frequentar uma academia que alguma amiga fosse, assim ficaria mais difícil querer faltar. Além disso, eu comecei a criar objetivos, mas não de peso, já que a perda de peso, no decorrer do mês, poderia ser camuflada por conta do aumento da massa muscular, uma vez que estava fazendo musculação, bem como, dependendo da época, por conta de retenção de líquidos.

Então meu objetivo era conseguir vestir determinada roupa. Daí, de duas em duas semanas, mais ou menos, eu provava algumas roupas para me ajudar a manter o foco. Outra coisa que eu levava quase como um mantra para mim era: será que vale a pena quebrar a dieta com determinada comida se o prazer em comer dura segundos e o prazer em me sentir mais magra vai durar muito mais? E dessa forma eu ia dando o meu máximo para não quebrar a dieta. Já a academia, acabou se tornando um hábito. Eu pensava que da mesma forma que eu tenho que ir para a aula para cuidar do meu futuro profissional, eu tenho que ir para a academia para cuidar da minha saúde e aparência.”

“Sintetizando, ninguém pode emagrecer para você, isso é algo que só a gente pode fazer.”

Sério?! Se já éramos sua fã, ficamos mais!!!

 

Mas esse trajeto não foi tão fácil assim, não é?!

” O mais difícil foi no início, pois além de ter que abrir os olhos e finalmente encarar o problema, tive que decidir tomar uma atitude para resolvê-lo, o que não foi nada fácil.

O peso perdido no início quase não é notado quando se tem um grande volume a perder. Dessa forma, eu malhava bastante e fazia dieta sem quebrar com nada, e não conseguia perceber logo os resultados, o que acabava, algumas vezes, me desmotivando um pouco. Mas achei que depois que perdi os primeiros 10 kgs, mais ou menos, ficou mais fácil, porque as pessoas começaram a notar e me elogiar, e eu também comecei a perceber a diferença, que antes só era mais notória na balança. Eu comecei a ver no espelho e nas roupas e isso me incentivava a querer melhorar cada vez mais.

“Além disso, no início, eu sentia muita falta de comer, principalmente, doces, e era meio chato ir para algum lugar em que todos estavam comendo e eu não. Mas com o tempo, meu pensamento foi mudando, pois encarava que eu não estava comendo o doce porque não queria e não porque tinha algum problema sério e não podia. Além disso, sempre lembrava aquele meu mantra que já falei. Mas acho importante ressaltar que eu nunca deixei de fazer nada por causa de dieta, pois sempre saí bastante, além de viajar de vez em quando, e a dieta nunca chegou a afetar minha vida social.”

Emagrecer é uma que questão de escolha, determinação e FOCO. Se pessoas todos os dias conseguem, você consegue também.

Emagrecer é uma que questão de escolha, determinação e FOCO. Se pessoas todos os dias conseguem, você consegue também.

Que maravilha! E como as pessoas que não te viam a tempo reagem quando te encontram?

” As que me conheciam e não me viam há um certo tempo, muitas vezes me perguntaram se eu fiz redução ou algo assim.”

“Já as que participaram do meu dia a dia, muitas me ajudaram nesse processo.  Meus amigos, por exemplo, nunca ficaram insistindo para eu comer algo fora da dieta, e muitas vezes, inclusive, perguntavam se eu não me incomodava deles comerem na minha frente, mas isso nunca foi um problema, pois como eu já falei, eu não comia determinados alimentos por opção. ”

 

E qual dica você deixa para todos nós: ” Primeiramente, acho que o mais importante é você querer emagrecer de verdade, pois é um processo difícil e que requer muita força de vontade. Além disso, é muito importante parar de achar que não consegue sem nem tentar de verdade, pois pensando assim realmente não vai dar certo. ”

“Parar de criar desculpas é imprescindível também, pois quem quer de verdade arruma tempo e se planeja. Se programar é importante para tudo na vida e para emagrecer não é diferente.  Então, programar-se é fundamental.

“Tentar malhar nem que seja por 30 minutos, mas de forma intensa, já é muito eficaz, por exemplo. Sempre levar consigo alimentos saudáveis, para evitar comer algo fora da dieta, ajuda muito, pois comer fora de casa acaba dando mais espaço para fugir, nem que seja um pouco, da dieta.”

Dessa forma, não devemos ter o pensamento de que dieta vai ser algo horrível, que vai atrapalhar toda uma vida, pois pensando assim já começamos desestimuladas. Devemos pensar que é algo que estamos fazendo para nós mesmas e não para outra pessoa ou ocasião. É algo para mudar a nossa vida e nos deixar mais felizes e satisfeitas conosco mesma.

Adoramos compartilhar essas VITÓRIAS com todos vocês!!!

Você está esperando o que?! Aperte o PLAY você também.

 

Olga 9Olga Vieira

 

 

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *